EDUCAÇÃO

Humana, Tecnológica e Empreendedora Ampliar
o acesso à educação, qualidade no atendimento
e valorização dos profissionais

Acelerar a qualificação dos cidadãos ampliando a permanência e anos
de estudo da população, com uma forte articulação com a educação básica
e ensino superior. Articulação política e administrativa para indução
educacional;
• Implantar de forma gradual a informatização da Secretaria Municipal
de Educação, a fim de estar em rede com as escolas, melhorando o fluxo de
informações, buscando dados estatísticos para pensar políticas públicas para
melhorar a qualidade do Ensino e aumentar a avalição da educação
municipal em indicadores externos;
• Criar uma equipe de apoio pedagógico diretamente ligada ao aluno,
para dar suporte aos professores na defasagem de aprendizagens
decorrentes de pandemias e outros fatores que possam originar lacunas no
aprendizado;
• Criar o Fórum anual das APM’s e Conselhos Escolares;
• Erradicar o analfabetismo. Mobilizar e efetivar uma política de
educação de jovens e adultos que gere uma taxa de alfabetização próxima a
100%, com a ampliação da EJA na área rural e manutenção da EJA intensiva
e Regular na cidade;
• Melhorar a qualidade do ensino e buscar a equidade na Rede Municipal
de Ensino, independente das condições social, econômica, étnico-racial e
cultural da população;
• Aumentar o investimento na educação infantil com a ampliação de
vagas pautadas no continuo crescimento da qualidade, com garantia da
universalização às crianças a partir dos quatro anos de idade e ampliação no
atendimento na faixa de zero a três anos.
• Estabelecer um plano de investimento muito forte na construção de
novas EMEIs, adaptações e ampliações em unidades existentes;
• Fortalecer a parceria com Escolas Privadas de Educação Infantil,
buscando ampliar as vagas a fim de incentivar o empreededorismo local e
atendimento às famílias;
• Estimular a participação das famílias na educação das crianças e
jovens. Esta integração fortalece o aprendizado e as relações comunitárias;
• Buscar pela ampliação da educação integral através de escolas em
tempo integral, contra turno ou via expansão da carga horária dos alunos,
com uma forte articulação com as áreas do esporte, ciência e cultura.
Articular fortemente a educação integral não apenas para os alunos das
escolas municipais, mas também para as crianças e jovens de 11 a 17 anos.
Desenvolver uma proposta com escolas municipais e estaduais, com
professores, diretores, pedagogos, e com os jovens, através de programas
municipais, estaduais e da união;
• Continuar e ampliar o acesso à educação especializada aos educandos
com necessidades educacionais especiais. Investir fortemente na
capacitação dos profissionais da educação, que atuam com esses
educandos;
• Mapear demandas na educação especial para projetos que envolvam
oferta descentralizada do ensino e atendimento a Educação Especial;
• Buscar parcerias para a implantação de um centro de estudos
avançadas com o objetivo de capacitar professores e educadores no
aprendizado de outras linhas, como braile, libras, inglês e/ou alemão, e com
isso proporcionar a população interpretes de libras e braile para quem
necessitar nos espaços públicos;
• Fortalecer e melhorar o processo pedagógico nas onze escolas que
ofertam o Ensino Fundamental II;
• Valorizar os profissionais da educação com a análise e revisão dos
Planos de Cargos e Salários;
• Estruturação do trabalho online para atendimento aos alunos, como
por exemplo ofertar bibliotecas digitais, conteúdos digitais, materiais
educativos digitais;
• Ampliar a aquisição de produtos da agricultura familiar para as escolas;
• Criar uma equipe pedagógica volante para atendimento específicos
nas EMEIS;
• Fortalecer a gestão democrática da educação garantindo a articulação
com a sociedade civil e fortalecendo o Conselho Municipal de Educação e
dos Conselhos Escolares;
• Buscar pela implantação de um programa, que tem por objetivo, uma
rede de educação integral formada por escolas, cultura, esporte, ciência e
profissionalização. Voltados para a difusão do acesso ao conhecimento
científico e tecnológico.
• Implementar um novo formato para o Fórum Nacional e Internacional
de Educação;
• Inserir nas escolas municipais, em parceria com outras secretarias de
governo e/ou órgãos que trabalhem com o tema, o estudo da Educação
Financeira e do Empreendorismo;
• Inserir nas escolas municipais, em parceria com outras secretarias de
governo e/ou órgãos que trabalhem com o tema, o estudo da Educação
Financeira e do Empreendorismo;